segunda-feira, 12 de junho de 2017

Capítulo 5 - A Árvore Deku

Linkle se cansou de matar plantas.

Exceto naquela situação, Linkle adorava, plantas. Cultiva-las, cuidar delas, conversar com elas... Mas essas eram Deku Babas. Plantas pequenas, mas carnívoras, e eram malvadas.

No caminho para a Árvore Deku, encontraram muitas delas. Eram fracas, morriam com um ou dois disparos ou três espadadas. Mas era duro mata-las para Linkle.

Então eles chegaram.

Ela era uma árvore normal. Exceto pelo fato de que ela era enorme e tinha um rosto.

- Ó, grande árvore Deku, precisamos da gema espiritual. - Disse Link.
- Bem, há um problema... - Respondeu ela, com sua voz grave e calma. - Há um monstro dentro de mim. Preciso que matem-no.
- Se dentro de você for igual à dentro de uma pessoa, nem pense nisso. - Disse Linkle.
- Não, não. Sou de madeira por dentro. Sou uma árvore, não um baiacu gigante.
- Baiacu?
- Esquece. Sei que está louca para sair daqui, Linkle. Mas o mundo lá fora é muito perigoso. Acha que consegue.
- Claro. Afinal, tenho ajuda.
- Ah, é claro. Então, entrem e matam o monstro e dou a gema espiritual de grama.
- Fechado.

Então a Grande Árvore Deku abriu sua boca e Link e Linkle entraram.
- Nossa, que clichê. Sempre a masmorra de grama primeiro, né. - Murmurou Link.
- Fica quieto. Temos um monstro pra achar.